Publicação / Semana sem Petróleo

Semana sem Petróleo


Como vestir? Como chegar? Como e o que cozinhar ou comer? Onde sentar? Com o que beber? Onde por o lixo? E para escrever? E banho, cabelo, maquiagem? Celular e Wi-fi? Como será possível uma semana sem petróleo? 

Não, não é possível.

A petrodependência é tão avassaladora que não conseguimos sequer por uma hora existir e realizar nossas ocupações cotidianas sem petróleo. Que dizer de uma semana! A dependência do petróleo opera como vício: promove a cegueira radical. Que não impede de ver, ao contrário, possibilita ver qualquer coisa, por já ter tudo reduzido a formas padronizadas de visão. A cegueira radical só é cega para si mesma, e para alternativas. 

O desafio da Semana sem Petróleo é refletir sobre nossos níveis de dependência, identificar os usos abusivos e desnecessários de petróleo. É fazer ver caminhos de transição e possibilidades de redução gradual de seu uso em nosso cotidiano. É sim possível superar a petrodependência.

Venha para a semana sem petróleo. Está de pé o convite. Mas apenas para amadores.

O Espírito Santo é um dos principais polos da expansão petroleira no Brasil. Com a segunda maior extração de petróleo e gás do país, nos acostumaram ao discurso eufórico da redenção capixaba, que tiraria o estado do "atraso" graças ao boom petroleiro. Nada mais falso. Não nos contam sobre os impactos sociais e ambientais e sobre a concentração de renda envolvida no processo. Nada mais atrasado do que extrair mais petróleo e queimar mais combustíveis fósseis no planeta do aquecimento global.

Oficinas, palestras, debates, exposições, atividades culturais e de comunicação e outras atrações estão previstas para acontecer nesses dias de evento. Por isso convidamos cidadãos, coletivos e organizações sociais que apresentem propostas que possam ser inseridas dentro da programação, sempre tendo como foco o tema da Semana.

Inscreva sua proposta preenchendo o seguinte formulário: https://goo.gl/forms/n1bGKasmwjTtxuko2


Deixe seu comentario: